Analuminio

20:39


Ola meninas hoje venho apresentar pra vocês mais uma empresa amiga do meio ambiente, a Analuminio. Continue acompanhando e conheça essa incrível historia.


Com a idéia de que no mundo nada se perde, tudo se transforma, a Ana Alumínio Artigos Decorativos Ltda vem revolucionando o mercado de decoração e utilidades em todo o país. Reciclando latas de alumínio, panelas velhas, fios telefônicos, peças automotivas sucateadas, entre outros materiais que contenham alumínio, e transformando a liga de alumínio em peças de cozinha, escritório, sala e demais ambientes, Analumínio , como ficou conhecida, acredita que as pessoas estão mais conscientes da importância de preservar o meio ambiente e que, de suas atitudes, depende o futuro das próxima gerações.
Sem formação acadêmica em artes plásticas ou design, Ana Lúcia Camargo Giacomini começou em 1996 criando objetos em arame numa feira de artes e artesanato no centro da cidade de Joinville. Fazia esculturas, castiçais, guirlandas em arames de alumínio, cobre e latão mas a saída dos produtos era pequena. A partir da amiga Sophy de Florianópolis foi que uma rede de lojas de presentes e decorações , na época com 15 lojas pelo Brasil, tomou conhecimento do seu trabalho e pediu uma peça em forma de porta bilhetes. Pesquisando materiais para a base, em pedra, madeira e outros produtos, a paulistana chegou ao alumínio fundido - que lhe abriu portas e deu a chance de empregar hoje 28 pessoas. Da produção inicial e artesanal de 200 peças, Analumínio iniciou trabalho em série, chegando atualmente a cerca de 4 mil peças mensais, divididas em mais de 300 itens  Originais, criativas e feitas do que era lixo, aos poucos elas conquistam o País. Além de continuar fornecendo para esta grande rede de lojas (atualmente com mais de 100 pontos de venda), hoje já são mais de 200 lojas, distribuídas nas principais cidades brasileiras que comercializam seus produtos.
Aos 44 anos e com três filhos, Ana busca um futuro melhor para sua família e para a sociedade como um todo. "Antigamente não havia consciência ecológica. Os móveis eram feitos com madeira de lei, os casacos de pele natural e o extrativismo era intenso. Hoje não se admite isso", expõe  Natural de São Paulo, ela acredita que é possível viver bem com o que já temos disponível, que tudo é uma questão de reaproveitamento.


Confira alguns produtos


Fiquei apaixonada nesse cabideiro e nesse aparador de livros em formato de cachorrinho ''salsicha''.

Quer conhecer mais produtos acessem 







You Might Also Like

1 comentários

Só libero os comentários depois de lê-los.
Se tiverem alguma dúvida, perguntem que eu responderei por aqui mesmo!
Obrigada pela visita!

pickedresses